AddThis Social Bookmark Button

Pilates e as mulheres

AddThis Social Bookmark Button

 

Quase todos os meses, alguma revista de moda, saúde, beleza ou até mesmo no jornal, é publicada alguma matéria sobre a transformação do corpo feminino  através da prática de pilates.

Mas o Pilates deixa de fato o corpo da mulher mais bonito?

Sim.

O Pilates traz inúmeros beneficios para a saúde feminina e em decorrência ele define o corpo da mulher, deixando-o  firme, alongado e harmonioso.

Mas como? O Pilates exige muito do abdome, atingindo os músculos profundos e artificias deste, alisando a barriga. Com isso, a  silhueta se redefine, melhorando a postura, já que temos a “abertura” das costas , do peitoral, a cintura afina e delineia, pois ganhamos também o fotalecimento dos músculos dorsais. Crescemos em nossa postura.

Ocorre também o fortalecimento e o alongamento dos músculos, recriando o desenho natural do corpo ficando desenhado, equilibrado, forte. Por isso observamos os braços, costas e pernas desenhadas, com os muscúlos visíveis mas não hiperatrofiados, e sim alongados.

Devemos lembrar ainda que,  com a fase adulta, o corpo feminino começa a reduzir a produção de progesterona e essa redução está também relacionada com o aumento da gordura visceral, além de outos fatores, como genética etc. A gordura visceral é aquela gordura chata que se instala em nossa barriga e flancos. Apelidamos de “pochete”. Ela é a última a deixar nosso corpo após a prática regular de atividade física e da adoção de uma alimentação mais saudável.

A mulher sofre com essa gordura mais do que os homens e o pilates como trabalha o centro do corpo  através da contração abdominal, a consequência é a diminuição visível da gordura .

Fonte: santocorpo.com.br

 

Os segredos do Pilates

AddThis Social Bookmark Button

 

Quer ter mais flexibilidade, estimular a circulação, perder peso, aumentar a energia, melhorar a aptidão física, postura e aparência, eliminar o estresse ou fortalecer os músculos? Então o pilates é o exercício mais indicado para você.

Desenvolvido pelo alemão Joseph Pilates, na década de 1920, ele tem como base o controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo por meio da concentração, controle e respiração.

Outro ponto interessante? A atividade é bem democrática, ou seja, qualquer pessoa pode praticá-la, sejam jovens, pessoas mais velhas, esportistas que ficaram parados há algum tempo, sedentários ou quem sofre de alguma dor muscular.

Segundo a fisioterapeura Marcela Toyokawa, o pilates pode ser praticado de várias maneiras. Em algumas academias, por exemplo, a atividade é realizada por meio do método tradicional com a ajuda de mesas de inversão. Ele pode ser feito ainda no solo, com a utilização de acessórios como bola, ring, elástico, alças, entre outros, que o torna mais eficiente.

A especialista também explica que a técnica pode ser realizada individualmente ou em grupo. "Se você já possui alguma experiência não tem problema em fazê-la em casa, contudo, é aconselhável procurar uma orientação profissional, já que o uso correto de cada parte do corpo, da respiração e execução precisa dos movimentos é muito importante nesse trabalho", afirma.

Erros mais comuns

Com tantas vantagens, não é a toa que o número de adeptos ao pilates cresça cada vez mais. Porém, alguns descuidos cometidos pelos praticantes podem trazer sérias conseqüências como fadiga, lesões musculares, sobrecarga na coluna, entre outras.

Para evitar tais problemas a doutora Eliane Coutinho, diretora de um dos principais centro de certificação em pilates científico no Brasil, a FisioCiência, enumerou alguns erros que não devem ser feitos durante às aulas. Veja quais são eles:

  • conversar durante os exercícios não é uma boa conduta. Os resultados levam mais tempo para aparecer, uma vez que o método exige concentração.
  • respirar de maneira errada pode gerar sobrecarga e dores nas costas. Inspire, então, na preparação de um movimento e expire enquanto trabalha os músculos e se movimenta. Depois inspire novamente para se recuperar.
  • fique atenta às séries dos exercícios. Diferente da musculação, cada um deve ser repetido no máximo 10 vezes. O exagero nas repetições pode promover fadiga e lesão muscular.
  • procure não deixar a coluna totalmente ereta. O correto é manter a posição natural da coluna com suas curvas preservadas. A ausência dessa curvatura aumenta a sobrecarga nas estruturas da coluna vertebral.

 

Pilates nas férias

AddThis Social Bookmark Button

Sabe bem estar de férias quem dorme até mais tarde pela manhã, fica mais com os amigos, relaxa, cuida melhor da alimentação, descansa a cabeça das preocupações, se dedica mais a si mesmo, revê conceitos, cuida do corpo e da saúde com mais dedicação.

E é por isso que hoje estamos aqui para sugerir a prática do PILATES, se ainda não praticas!

Além de ser uma atividade muito prazerosa, ela é lúdica, desafiadora, benéfica, energética, relaxante e eficiente. Quem pratica sabe!

O método promove o aumento de força, flexibilidade, mobilidade articular e consciência corporal; aprimora o equilíbrio e a coordenação motora; alivia dores; reduz os níveis de estresse; melhora a postura, unifica corpo e mente. Resultando em muito mais vitalidade e disposição para aproveitar da melhor maneira as suas férias!

E ao aderires à prática, terás um desempenho muito melhor nas tuas atividades diárias, desenvolvendo uma rotina com mais qualidade de vida.

Venha fazer parte do nosso grupo!

Não perca nossa promoção de inauguração em janeiro, com 50% de desconto*!!!

(31) 9799-1231 ou (31) 9968-6003

*Ver regras no site

Pilates para alívio do estresse

AddThis Social Bookmark Button

 

Quem busca qualidade de vida sabe que uma das primeiras coisas que se tem a fazer é afastar o sedentarismo de sua rotina. É aí que muitas pessoas começam a se sentirem obrigadas por não gostarem de academias, ou por não terem muito tempo para se exercitar.

A boa notícia é que é possível cuidar do corpo (e mente) reservando apenas uma hora do dia, de duas a três vezes por semana. Essa é a frequência exigida, por exemplo, para a prática do Pilates, atividade que promove o trabalho das capacidades físicas como: equilíbrio, força, resistência e coordenação, além de melhorar a postura e relaxar o corpo de forma global.

Os benefícios obtidos quando se pratica Pilates não terminam por aí: além de deixar o corpo mais saudável e bonito, ajuda a combater o estresse. Além de mobilizar a coluna, iniciamos o trabalho sempre do centro para a periferia, o que ajuda na ativação nos músculos estabilizadores, que vão aliviar tensões musculares desnecessárias.

Qualquer pessoa pode fazer Pilates! O método respeita o grau de condicionamento físico do aluno e, por isso, é possível realizar modificações nos exercícios que podem adequar-se ao aluno iniciante, intermediário e avançado. Alguns médicos, inclusive, indicam o Pilates para crianças como forma de reeducação postural ou até mesmo como uma atividade que relaxa e melhora a concentração.

Relacionados aos benefícios contra o estresse estão:

 

  • Aumento da autoconfiança;
  • Ganho de consciência corporal;
  • Melhora da postura;
  • Alívio de tensões e dores;
  • Aprimoramento da coordenação e do equilíbrio;
  • Prevenção de lesões.

 

Mantenha a prática dos exercícios sempre, em média, no mesmo horário para não influenciar na resposta da temperatura corporal ou gasto energético, assim, evitando tensões, ansiedade ou estresse externo em época de alterações pessoais e/ou profissionais.

Procure treinar em local, com profissionais qualificados e com materiais apropriados para a prática, o que vai refletir num aumento da auto-estima e confiança. Ouvir músicas durante as aulas é uma opção onde ajudará o praticante tanto na concentração da execução dos exercícios quanto nas respostas psicológicas que estão envolvidas em qualquer atividade física que envolva coordenação motora como o Pilates, onde o equilíbrio é restabelecido, restaurando as conexões responsáveis pela sensação de segurança ao realizar as atividades do dia-dia.

Fonte: Revista Pilates

 

Pilates Emagrece?

AddThis Social Bookmark Button

A cada dia que passa mais pessoas se interessam por atividades de baixo impacto, as quais na maioria das vezes harmonizam o corpo e a alma, evitam lesões e ainda proporcionam um relaxamento, produzindo um estado físico/emocional que a maioria das pessoas busca em função de suas rotinas agitadas.

O Pilates faz parte desta nova tendência de exercícios. Pois é uma atividade feita através do auxílio de aparelhos e acessórios específicos, englobando uma série de movimentos fluentes que são executados calmamente e em poucas repetições, sem levar o praticante à exaustão. Pois a eficiência não está na quantidade, e sim na qualidade do movimento.

Trata-se de uma modalidade muito boa para o corpo, pois trabalha intensamente os músculos profundos e a região do “core”, além de tonificar musculaturas das pernas, dos braços e do tronco, modificando a aparência e as medidas corporais; deixando o corpo mais delineado. Promove ainda, uma melhora da oxigenação sanguínea, em função da respiração profunda que é realizada a cada movimento.

Quando o método não está sendo empregado para reabilitação, proporciona uma queima calórica (em média 400kcal por aula). Porém, este não é o seu objetivo principal.

O Método é considerado um exercício anaeróbico de baixo gasto calórico. Portanto, para as pessoas que buscam emagrecimento além de realizar um bom acompanhamento nutricional é indicado associar o Pilates com exercícios aeróbicos (caminhadas, ciclismo, natação, vôlei, tênis, dança ou outros) beneficiando o sistema cardiovascular e obtendo um maior gasto energético.

Fonte: ClubedoPilates

Mais Artigos...